O serviço estatal russo responsável por salvaguardar as comunicações do Kremlin vai comprar uma série de máquinas de escrever para evitar vazamentos provenientes de redes de computadores, disse uma fonte nesta quinta-feira.

A volta ao passado foi motivada pela publicação de documentos secretos pelo site WikiLeaks e a revelação de informações pelo ex-funcionário da CIA e de uma empresa que presta serviços para a NSA, Edward Snowden.

O Serviço Federal de Guarda, que também tem como função proteger o presidente Vladimir Putin, deve gastar pouco mais de 486 mil rublos (US$ 14.800) para comprar uma série de máquinas de escrever elétricas, segundo o site da agência de compras do Estado, o zakupki.gov.ru.

“Esta compra é planejada há mais de um ano”, disse uma fonte do serviço, conhecido pelo acrônimo russo FSO. De acordo com o jornal Izvestia, ligado ao Kremlin, o objetivo é comprar 20 maquinas de escrever, já que o uso de computadores para a preparação de documentos ultrassecretos não é seguro. Fonte: Dow Jones Newswires.