A presidente da Argentina, Cristina Kirchner, recebeu alta neste domingo após a operação a que foi submetida, na terça-feira, para retirar um hematoma do cérebro, disse o porta-voz da Casa Rosada, Alfredo Scoccimarro, de acordo com a Télam, agência oficial de notícias do país.

Scoccimarro informou que, segundo o último boletim médico, “a evolução (da presidente) é favorável”. Cristina terá de ficar em repouso por 30 dias. Na sexta-feira, boletim médico indicou que a presidente caminhava dentro do quarto onde estava hospitalizada e seu quadro de saúde vinha evoluindo bem.