O número de norte-americanos infectados por ano com o vírus da aids é muito maior do que o governo estimava, afirmaram neste sábado (2) autoridades da área da saúde dos Estados Unidos. Com base em uma nova metodologia estatística, autoridades acreditam que as infecções anuais por HIV no país somem aproximadamente 55 mil, segundo o Centro de Controle e Prevenção de Doenças dos EUA (CDC na sigla em inglês).

Em 2006, o país teve quase 56.300 novas infecções pelo vírus, o que representa um aumento significativo em relação à estimativa de 40.000 infecções anuais que foi utilizada nos últimos doze anos.

A nova metodologia é baseada em exames sanguíneos que, pela primeira vez, mostram quão recente ocorreu uma infecção por HIV, enquanto testes anteriores apenas detectavam a presença do vírus. “A estimativa (baseada na nova metodologia) é a mais confiável que temos desde o início da epidemia de aids”, afirmou a Dra. Julie Gerberding, diretora do CDC.

De acordo com projeções recentes, aproximadamente 1,1 milhão de norte-americanos vivem com o vírus da aids. Autoridades planejam atualizar esse número com a nova metodologia estatística.