Cerca de 1 milhão de catalães saíram às ruas de Barcelona neste domingo para se opor à independência da Catalunha, segundo os organizadores da manifestação. Já a polícia local estima que aproximadamente 300 mil pessoas participaram do ato, de acordo com o jornal El País.

A marcha foi convocada pela Sociedade Civil Catalã com o objetivo de rejeitar o que a organização considera um “ataque sem precedentes à história da democracia”. Participaram da manifestação lideranças de diversos partidos favoráveis à união da Espanha, incluindo conservadores, liberais e socialistas. O slogan do ato foi “Somos todos Catalunha. Senso comum pela coexistência”.

O clima era festivo e manifestantes carregavam bandeiras da Espanha, da Catalunha e da União Europeia. Alguns erguiam placas nas quais se lia “Não deixaremos a Espanha ser despedaçada” e “O despertar de uma nação silenciada”.

Ontem, a vice-primeira-ministra da Espanha, Soraya Sáenz de Santamaría, foi nomeada como interventora no governo da Catalunha, um dia após a declaração de independência feita pelo Parlamento regional. A interina foi indicada pelo primeiro-ministro, Mariano Rajoy, para administrar em substituição ao governador Carles Puigdemont, deposto do cargo na sexta-feira por liderar o movimento independentista. A intervenção acontecerá nas próximas oito semanas, até a realização de eleições regionais em 21 de dezembro. Fonte: Associated Press.