O ativista dos direitos humanos Abbas Omran disse que Hassain Meshaima, um importante líder da oposição, pretende voltar ao Bahrein. O retorno de Meshaima, que atualmente vive em Londres, pode estimular os manifestantes e dificultar a vida das autoridades do país.

Segundo o ativista, Meshaima deve chegar ao Bahrein na noite de amanhã. Ele lidera um movimento conhecido como Haq e é julgado à revelia – num grupo de 25 ativistas xiitas – sob a acusação de planejar a queda do governo do Bahrein. Mas prendê-lo pode resultar numa reação violenta de seus partidários e prejudicar os apelos da monarquia pela abertura de conversações.

Omran não deu maiores detalhes sobre os planos de Meshaima assim que ele retornar ao Bahrein. O líder opositor está há anos em Londres, onde passa por um tratamento contra o câncer. As informações são da Associated Press.