Um casal italiano sequestrado em 2009, na Mauritânia, por supostos militantes islâmicos, foram libertados, disse hoje o ministro de Relações Exteriores, Franco Frattini. O italiano Sergio Cicala e sua mulher, Philomene Kabore, foram levados de seu veículo por homens armados no dia 19 de dezembro. Kabore é uma cidadã italiana de Burkina Faso. A Al-Qaeda no Magreb Islâmico assumiu a responsabilidade pelo sequestro.

O ministro de Relações Exteriores disse à televisão estatal que os dois estão agora “nas mãos das autoridades do Mali”, dentre eles policiais e agentes de inteligência. Frattini disse que o casal foi levado para um “local seguro”. Frattini disse que os dois foram libertados depois de intensas negociações diplomáticas que incluíram autoridades no Mali e na Mauritânia, sem dar maiores detalhes.