O segundo time de inspetores nucleares da Organização das Nações Unidas desembarca amanhã na Coréia do Norte para monitorar o fechamento de um reator de produção de plutônio. De acordo com informações da Agência Internacional de Energia Atômica (AIEA), o time desembarcou nesta sexta-feira (27) para uma escala em Pequim, vindo da Europa, e chega amanhã a Pyongyang.

Os inspetores vão à Coréia do Norte com a missão de substituir o primeiro time da AIEA que começou a trabalhar no último dia 12 no monitoramento do fechamento do reator de Yongbyon, um componente chave do programa nuclear norte-coreano. "Nós chegaremos amanhã em Pyongyang e continuaremos as atividades deles", informou o polonês Ryszard Zarucki, que lidera a missão.

Semana passada, a AIEA confirmou que a Coréia do Norte estava fechando o reator de Yongbyon, o que foi o primeiro progresso em anos nas negociações multilaterais para deter o programa atômico do país. O chefe da AIEA, Mohamed ElBaradei, analisou a notícia como "um importante passo na direção correta, mas apenas o primeiro (passo) de uma longa jornada".

Os inspetores também deverão verificar a situação de reatores não acabados, uma fábrica de combustíveis e um também de reprocessamento de combustível. Em outubro do ano passado, a Coréia do Norte realizou um teste nuclear, mas quatro meses depois concordou em interromper seu programa atômico em troca de ajuda econômica, em uma negociação multilateral que envolveu Estados Unidos, Rússia, China, Japão e as duas Coréias.