Foto: Lucimar do Carmo

Silva: ?Fé ajuda na cura?.

A palavra fé tem muitos significados. Basta abrir um dicionário para constatar isso. Mas os reais significados da fé não podem ser escritos, apenas sentidos. Cada pessoa tem uma forma diferente de sentir e expressar a fé, independentemente de religião. A crença em alguma coisa pode realizar fatos incompreensíveis para a razão. A fé é a ligação dos seres humanos com uma força superior, que muitos não sabem explicar o que é, mas sentem e acreditam nela.

A crença pode influenciar o ambiente e ajudar na transformação de situações. Há estudos que analisam como a fé pode afetar o crescimento vegetal, o tratamento de animais ou ainda o processo de cura de pacientes, segundo o parapsicólogo Fábio Eduardo da Silva, professor do curso de Parapsicologia da Faculdades Espírita.

Ele conta que feita uma pesquisa com 25 crianças autistas. Destas, cinco tiveram as suas fotos entregues para curadores de vários países, para que estes fizessem uma intenção de cura. As cinco crianças, que não sabiam de todo o processo, tiveram uma diminuição no nível de autismo. Tudo foi acompanhado por uma psicóloga cética. ?Não foi uma diminuição radical, mas significativa. Estudos laboratoriais indicam que sejam verdadeiros os benefícios das orações que as pessoas fazem para ajudar outras. Mas isto não acontece apenas com orações. Podem ser rituais feitos dentro do que as pessoas acreditam?, afirma Silva.

Não é necessário que o indivíduo alvo de uma corrente como esta saiba o que acontece. Se tem conhecimento, acreditar no que está sendo feito e também agir, a pessoa pode acabar causando um efeito placebo, ou de auto-sugestão.

Rosacruz irradia vibrações

Foto: Lucimar do Carmo

Jamil: ?Há relatos fantásticos, em todo tipo de benefício?.

A Ordem Rosacruz, em Curitiba, é uma das organizações que promovem rituais para irradiar vibrações para as pessoas que precisam. Todos os dias acontecem meditações em grupo, nos quais se aprende a desenvolver o lado psicossocial, além de ser uma oportunidade de relaxamento. Num momento do ritual, o grupo irradia vibrações de luz e amor para a aura do planeta e para quem solicite. Qualquer um pode pedir o benefício, mesmo quem não seja rosacruz. É preciso apenas deixar o nome na ordem. O ritual também pode ser feito individualmente. ?Há relatos fantásticos, em todo tipo de benefício. Não importa onde a pessoa esteja?, revela frade Jamil Salloum Junior, assessor de comunicação da Ordem Rosacruz.

A organização reúne pessoas de várias religiões e crenças. Lá, se estuda o porquê e como realmente acontecem os fatos da divindade, sem qualquer vínculo religioso. ?Para nós, a fé só é construída quando é resultado do crescimento. A fé precisa brotar de uma experiência real. A fé é resultado do conhecimento. Muitas pessoas tem a fé de ?ouvir falar?. As pessoas aplicam os princípios da ordem para alcançar isto, mas sem abandonar as suas crenças?, enfatiza Salloum.

Catequese ajuda a desenvolver

Desde os primeiros anos de vida, o ser humano se sente ligado a alguma força e é educado para isto. Desde criança, também somos levados a acreditar em algo. ?A fé é um dom de Deus, que é colocado no coração dos seres humanos. Mas é preciso auxiliar este caminho da fé?, fala o padre Roberto Mentwig, coordenador da comissão de animação bíblico-catequética da Arquidiocese de Curitiba.

As crianças a partir de 9 anos participam da catequese, no caso da Igreja Católica, para aprofundar e conhecer o mistério que acredita. ?Mas não é em uma aula que se aprende. Quem tem fé tem mais subsídio para enfrentar as dificuldades da vida?, enfatiza padre.

Hoje se percebe uma mudança na manifestação da fé. A atitude depende do tempo, da cultura, da situação e das necessidades humanas. ?Uma das características contemporâneas da fé é a subjetividade?, afirma o Hélcion Ribeiro, professor do curso de Teologia da PUCPR.