O primeiro-ministro de Israel, Benjamin Netanyahu, afirmou hoje que aceitou o convite feito pelo presidente da Câmara dos Deputados dos EUA, John Boehner, e visitará o Congresso norte-americano no dia 03 de março.

O anúncio de Netanyahu foi seguido de outro, feito pela Casa Branca, dizendo que o presidente Barack Obama não irá se encontrar com o líder de Israel durante sua passagem por Washington. O motivo seria não influenciar as eleições israelenses, agendadas para o dia 17 de março.

“Como parte de uma prática histórica, nós não nos encontramos com chefes de estado ou candidatos em eventos próximos a eleições em seus países, para assim não influenciarmos em seus processos democráticos”, afirmou Bernadette Meehan, porta-voz do Conselho de Segurança Nacional. A Casa Branca acrescentou que Obama e Netanyahu estão contato constante.

Originalmente, Boehner havia convidado Netanyahu para visitar o Congresso no dia 11 de fevereiro, um movimento que irritou a Casa Branca, que considera uma quebra de protocolo fazer convites a líderes estrangeiros sem consultar antes o Executivo.

A Casa Branca também se irritou com o convite porque Netanyahu virá justamente no momento em que o Legislativo e o Executivo debatem sobre a adoção ou não de novas sanções contra o Irã. Obama já avisou que irá vetar qualquer projeto que chegue a sua mesa, afirmando que isso pode colocar em risco as negociações em torno de um acordo nuclear iraniano. As conversas acontecem neste momento, e podem se estender para depois de junho. Fonte:Dow Jones Newswires.