Shimon Peres, o ex-presidente israelense que ganhou um Prêmio Nobel por seus esforços para selar a paz com os palestinos, morreu aos 93 anos, nesta terça-feira. A condição de Peres piorou na sequência de um acidente vascular cerebral há duas semanas.

Ao longo de uma carreira de 70 anos, Peres serviu como primeiro-ministro, presidente e líder do Partido Trabalhista. Ele foi o último sobrevivente de um grupo de líderes que testemunharam a criação do Estado de Israel, em 1948, incluindo David Ben-Gurion, Moshe Dayan, Golda Meir e Ariel Sharon, entre outros.

No auge de sua carreira, ele ganhou um Prêmio Nobel em 1994 por negociar um acordo de paz entre israelenses e palestinos. (Matheus Maderal, com informações da AP e da Dow Jones Newswires)