A chefe da política externa da União Europeia (UE), Catherine Ashton, visitou hoje a Faixa de Gaza. Durante sua breve estada, um foguete disparado de Gaza matou um homem no sul de Israel. Em seguida, Catherine condenou “qualquer forma de violência”.

Na visita à Gaza, controlada pelo Hamas, Catherine foi a uma escola para garotas mantida pelas Nações Unidas, no campo de refugiados de Jabaliya. A inglesa tinha em sua agenda conversas com funcionários da Organização das Nações Unidas (ONU) na área.

A Faixa de Gaza tenta se recuperar da ofensiva de 22 dias de Israel, iniciada em dezembro de 2008, em resposta aos ataques de foguetes realizados por militantes palestinos.

Catherine deixou claro que não irá se encontrar com qualquer funcionário do Hamas, que controla a área desde que forças leais ao presidente da Autoridade Palestina, Mahmoud Abbas, foram expulsas à força de Gaza, em 2007.

O Hamas integra as listas da UE e dos Estados Unidos de “organizações terroristas”. Israel e o Egito impõem um forte embargo em Gaza, apenas permitindo a entrada de suprimentos básicos e humanitários.

Catherine está em uma viagem de cinco dias pela região, antes de um encontro do Quarteto para o Oriente Médio (EUA, UE, ONU e Rússia) em Moscou, amanhã. Ela já visitou Egito, Síria, Líbano, Jordânia e Israel, além da Cisjordânia. As informações são da Dow Jones.