enkontra.com
Fechar busca

Mundo

Breivik pode pegar prisão perpétua por atentados

O tribunal de Oslo condenou nesta sexta-feira o ultradireitista Anders Behring Breivik à pena máxima de 21 anos de prisão prorrogáveis indefinidamente ao considerá-lo penalmente responsável pelos atentados cometidos na Noruega há um ano, nos quais 77 pessoas morreram.

Breivik foi sentenciado a uma custódia máxima de 21 anos e a uma mínima de 10 anos, explicou a juíza principal, Wenche Elizabeth Arntzen, antes de assegurar que o veredicto foi unânime.

A custódia é uma figura legal do Direito norueguês, que na prática pode equivaler a uma prisão perpétua, já que, uma vez cumprida a pena, esta pode se prolongar de forma indefinida se for considerado que o réu continua a ser um perigo para a sociedade.

Breivik, que inicialmente dissera que só recorreria se fosse declarado doente mental e condenado a tratamento psiquiátrico forçado, ouviu a leitura do veredicto com um sorriso no rosto.

A pena será cumprida em um centro de segurança máxima em Ila, ao oeste de Oslo, onde permanece em prisão preventiva há um ano.

Breivik detonou uma caminhonete-bomba em 22 de julho de 2011 no complexo governamental de Oslo, provocando a morte de oito pessoas, e depois se transferiu de carro à ilha de Utoeya, ao oeste da capital, onde cometeu um massacre no acampamento da Juventude Trabalhista, no qual morreram 69 pessoas.

Siga a Tribuna do Paraná
e acompanhe mais novidades

Últimas Notícias

Mais comentadas