Autoridades alemãs anunciaram hoje a prisão de uma ex-terrorista de esquerda, acusada pelo envolvimento no assassinato do promotor federal Siegfried Buback, da República Federal da Alemanha, em 1977. Promotores federais informaram que Verena Becker, de 57 anos, foi detida ontem na casa dela, em Berlim. Promotores lançaram uma investigação sobre o assassinato de Buback neste ano, baseados na análise de novas amostras de DNA. Eles acreditam que Verena teve um papel fundamental no planejamento e na execução do ataque de 7 de abril de 1977, que matou Buback e mais duas pessoas. Verena era integrante da esquerdista Facção Exército Vermelho, uma organização que realizou atos terroristas no período.