Um ataque com granada e um atentado suicida atingiram uma cafeteria neste sábado na cidade libanesa de Trípoli, matando pelo menos sete pessoas e ferindo mais de 30, informaram oficiais de segurança e membros da Cruz Vermelha do país.

Nenhum grupo reivindicou imediatamente a responsabilidade pela explosão no bairro Jabal Mohsen, predominantemente Alauita. Entretanto, a violência da vizinha Síria, que está em guerra civil, vem se espalhando para Trípoli nos últimos anos.

George Kitane, o chefe de paramédicos da Cruz Vermelha libanesa, disse à estação de TV de satélite al-Jadeed que as explosões mataram sete pessoas e feriram 36. A estatal Agência Nacional de Notícias disse que o ataque matou nove pessoas e feriu mais de 35, citando números relatados pelo correspondente local. A agência acrescentou que as autoridades impuseram toque de recolher no bairro até a manhã de domingo.

De acordo com comunicado do Exército libanês, o homem-bomba atacou a cafeteria por volta das 19h30 do horário local (15h30 de Brasília). A nota informa que a polícia militar do país vai investigar o bombardeio. Fonte: Associated Press.