Uma série de controles rigorosos conteve a fuga de capitais da Argentina durante o primeiro trimestre, com o país postando uma pequena entrada líquida de dólares em comparação com uma forte saída de moeda norte-americana um ano antes. Durante o primeiro trimestre do ano, a economia teve uma entrada de dólares da ordem de US$ 110 milhões, ante saída de US$ 1,61 bilhão no primeiro trimestre de 2012, disse o banco central argentino na sexta-feira.

O governo argentino praticamente baniu a compra de dólar por parte de cidadãos, impediu as companhias internacionais de repatriação de dividendos e impôs uma série de barreiras às importações para conter o fluxo de dólares para fora do país visto nos últimos anos. Fonte: Dow Jones Newswires.