Brasília – O Comando da Aeronáutica informou no início da noite desta segunda-feira (9), em nota oficial, que foram encontrados mais 14 corpos no local da queda do Boeing 737-800 da Gol. E que até o momento, 143 corpos foram resgatados.

A previsão da Aeronáutica, de acordo com a nota, é transportar ainda hoje 36 corpos para o Instituto de Medicina Legal (IML) do Distrito Federal, para que sejam identificados. Já chegaram ao IML 107 vítimas, das quais 90 foram identificadas.

Na área do acidente e na base de operação de resgate, acrescenta a nota, atuaram 180 pessoas hoje (9), entre bombeiros, peritos e militares do Exército e da Aeronáutica. Outros 220 homens e mulheres atuam no Campo de Provas Brigadeiro Velloso, em Cachimbo, no apoio logístico à operação.

O avião caiu no dia 29 de setembro em área de mata fechada, no norte de Mato Grosso, depois de colisão com um jato Legacy fabricado pela Empresa Brasileira de Aeronáutica (Embraer), quando fazia o vôo 1907, entre Manaus e Rio de Janeiro, com escala prevista em Brasília. No acidente morreram 154 pessoas. Os pilotos do Legacy fizeram um pouso de emergência e nenhuma das sete pessoas que estavam a bordo saiu ferida.