Com um gol do estreante Marco Brito, o Vasco venceu o clássico carioca contra o arquiinimigo Flamengo, por 1 a 0, hoje à tarde, no Maracanã, pela 37ª rodada do Campeonato Brasileiro. O placar refletiu o domínio vascaíno no confronto, ante um Rubro-Negro impassível pela forte marcação imposta e refém de uma boa atuação do meia Felipe, que não ocorreu.

Desde o início da partida, o Vasco pressionou o Flamengo sem ceder espaços para o adversário tocar a bola. O técnico vascaíno Joel Santana conseguiu anular o principal jogador rubro-negro, Felipe, escalando Chiquinho e Ygor para se revezarem na marcação individual ao meia.

No primeiro tempo, o goleiro Júlio César, do Flamengo, fez importantes defesas em chutes dos atacantes Róbson Luis e Anderson. Aos 32 minutos, o meia Petkovic cobrou uma falta, da intermediária, no travessão. O ataque rubro-negro respondeu à ofensiva também acertando a trave do Vasco, dois minutos depois, quando Dimba, livre de marcação na pequena área, escorou uma bola cabeceada pelo zagueiro Júnior Baiano.

Na volta para o segundo tempo, Marco Brito, parado há três meses por causa de uma contusão, substituiu Anderson, no Vasco, e Jean entrou no lugar de Dimba, no Flamengo. Apesar das mudanças, os vascaínos continuaram melhor armados em campo e, aos 20 minutos, o estreante no ataque do time de São Januário inaugurou o marcador, após uma confusão na área, onde Júlio César defendeu por duas vezes a bola.

Após o gol do Vasco, Róbson Luis e o zagueiro rubro-negro André Bahia se desentenderam e foram expulsos pelo juiz Wagner Tardelli. E, pelo mal desempenho do Flamengo, os torcedores terminaram a partida agredindo verbalmente o técnico da equipe Ricardo Gomes e, em coro, o chamaram de “burro”.

Com o resultado, o Vasco totalizou 45 pontos na tabela de classificação do Brasileiro e o Flamengo permaneceu com 41.