Daniel Garcia/AFP

O técnico argentino Diego Armando Maradona teve um encontro nesta terça-feira com a líder das Avós da Praça de Maio, Estela de Carlotto, e apoiou a campanha pelo Prêmio Nobel da Paz para a organização. Em seguida, o eterno camisa 10 recebeu Gabriel Batistuta.

“Obrigado por terem vindo. Gosto muito de vocês”, disse o ídolo argentino a Carlotto, à frente da busca incessante por cerca de 400 bebês levados durante a ditadura (1976-1983), com sucesso em uma centena de casos.

A delegação encheu o Centro de Alta Performance da Universidade de Pretória com cartazes de apoio às Avós da Praça de Maio.

“Maradona me recebeu com muito carinho. Ele tem filhas maravilhosas e é avô agora. É representante dos argentinos que vieram de baixo”, disse a ativista aos jornalistas, que presenciaram o encontro das tribunas.

Em seguida, Maradona se encontrou com Batistuta, que assistiu ao treino em meio aos jornalistas. “Só atraímos boas pessoas”, gritou Maradona, do campo, para os jornalistas.