Brasília – O presidente Luiz Inácio Lula da Silva ligou para o rei da Espanha, Juan Carlos, e para o presidente, José María Aznar, expressando repúdio aos atentados ocorridos em Madri na manhã de hoje. ?Um ato tão brutal desperta revolta e choque, sentimentos expressos pelo presidente Lula?, comentou o ministro das Relações Exteriores, Celso Amorim. Segue a íntegra da nota enviada por Lula ao rei Juan Carlos:

?Neste momento de intensa dor e perda, quero estender, em nome do povo brasileiro e em meu próprio, os mais profundos pêsames e manifestações de solidariedade às vítimas dos atentados que atingiram a cidade de Madri, na manhã de hoje. Todo o Brasil está de luto.

Unimo-nos à comunidade internacional para repudiar, de forma enérgica e incondicional, esse ato bárbaro, que viola princípios mínimos de respeito aos direitos humanos e de convivência civilizada. Nada pode justificar uma agressão que ceifou tantas vidas inocentes.

Estou certo de que a Espanha oferecerá resposta exemplar à insensatez e ao ódio daqueles que recorrem à violência gratuita e indiscriminada. Sob a liderança serena e inspiradora de Vossa Majestade, o povo espanhol saberá dar, mais uma vez, provas de maturidade e unidade na construção de uma sociedade forjada no espírito de tolerância e de respeito democrático”.

O Presidente Luiz Inácio Lula da Silva dirigiu, também, a seguinte mensagem de condolências ao Presidente do Governo da Espanha, José Maria Aznar:

?Peço-lhe que aceite os votos de profundo pesar, meu e do povo brasileiro, pela trágica perda de vidas humanas decorrentes dos atentados terroristas de hoje na capital espanhola. Esteja seguro de que o povo brasileiro está solidário com o povo espanhol neste momento de profunda tristeza e dor.

O Governo brasileiro repudia e condena veementemente os atentados que, além de constituírem atos covardes contra a vida humana, visaram atacar a democracia em seu país. Estamos convencidos de que a democracia espanhola saberá responder aos que provocaram esses atos deploráveis.

Transmito minhas sinceras condolências aos familiares daqueles que morreram nas explosões?.