O atleta Sérgio Adriano Vida embarca nesta quarta-feira (08) para participar da 8ª Copa Santa Catarina – Pistola e Carabina, que acontece em Timbó, Santa Catarina, nos dias 10 a 12 de março. Campeão mundial sênior, este para-atleta é um dos 19 patrocinados pela Lei Municipal de Incentivo ao Esporte.

Há quase cinco anos nesta categoria, Sérgio Vida acumula títulos nacionais e mundiais – resultado da determinação e garra deste militar reformado que recebe da Lei Municipal de Incentivo ao Esporte o único apoio financeiro que o permite competir no Brasil e fora do País.

O diretor de Incentivo ao Esporte e Promoção Social da Secretaria Municipal do Esporte e Lazer, Celso Sawaf, informa que neste ano serão liberados R$ 55 mil aos para-atletas e R$ 8 mil para duas entidades: o Clube Esportivo dos Deficientes (Cede) e a Liga Paranaense de Remo do Paraná.

Sawaf afirma que estes repasses representam mais de 14% do total de recursos da Lei de Incentivo ao Esporte, destinados para o primeiro período esportivo de 2006, que vai de março a julho. Nesse ano, foram repassados R$ 450 mil, beneficiando 230 projetos pela Lei de Incentivo.

A exemplo de Sérgio Vida, os recursos vindos da Lei de Incentivo tem possibilitado à Liga de Remo do Estado do Paraná manter ativo o programa Remopar Especial. São 14 jovens deficientes visuais e dois deficientes físicos, entre homens e mulheres, que estão aprendendo este esporte. "Este dinheiro é fundamental no patrocínio dos para-atletas", afirma Kalil Boabaid, coordenador do trabalho.

A Lei de Incentivo ao Esporte também beneficia 50 para-atletas – muitos deles campeões mundiais e olímpicos – através do Centro de Esportivo de Deficientes (Cede). Moisés Batista, tesoureiro e responsável pelo Departamento de Esporte da Cede, diz que para muitos atletas é difícil crescer na área esportiva, sem que haja este tipo de apoio. "Ainda existe o estigma em patrocinar atletas deficientes, mas isto tem mudado com a Lei, que permitem as pessoas a obter algum tipo de apoio", afirma.

Batista é outro exemplo dos efeitos da Lei de Incentivo ao Esporte. Ele acaba de ser convidado para disputar os 50 metros livres e 150 metros medley na Copa do Mundo de Natação de Para-atletas, em Manchester, Inglaterra. A disputa será em maio e apenas estão participando atletas convidados pelo Comitê Para-Olímpico Mundial.