O líder da minoria na Câmara dos Deputados, José Carlos Aleluia (PFL-BA), ajuizou hoje, em Belo Horizonte, uma queixa contra o suposto lobista Nilton Monteiro por prática de calúnia e difamação. Monteiro divulgou a chamada "lista de Furnas", que conteria nomes de diversos políticos do PFL e do PSDB, até mesmo o de Aleluia, acusando-o de ter recebido recursos para as campanhas eleitorais em 2002 provenientes de caixa dois da empresa Furnas Centrais Elétricas.

A assessoria dele informou que o suposto lobista sustentou a autenticidade do falso documento em depoimento à Polícia Federal (PF), sem jamais apresentar o original, mesmo após o ex-diretor de Engenharia de Furnas Dimas Toledo ter declarado que a relação era falsa.