O governador eleito da Bahia e coordenador informal da campanha de reeleição do presidente Luiz Inácio Lula da Silva, Jaques Wagner, considerou que o presidente foi bem no debate da noite do último domingo da TV Bandeirantes, mas admitiu que a agressividade de Geraldo Alckmin surpreendeu. "Eu acho que o presidente Lula se saiu bem melhor. O candidato Geraldo Alckmin ficou com um mantra único, uma pergunta já pública de querer saber de onde saiu o dinheiro", afirmou. "Ficou se repetindo, com uma agressividade não natural, encomendada".

Apesar da avaliação positiva, Wagner admitiu que Lula ficou decepcionado com o tom de Alckmin. Segundo o governador eleito, mesmo sendo com um adversário, Lula esperava um debate esclarecedor. "Infelizmente, mas infelizmente eles só querem saber do dinheiro", disse. "Mais do que surpreso, o presidente pode ter ficado decepcionado".

A avaliação do PT foi a de que, depois do primeiro bloco, onde o assunto dominante foram as acusações de corrupção, Lula conseguiu reverter a situação e passar a discutir idéias e "ironizou bastante a postura artificial de Alckmin". Wagner garantiu que Lula mantém a disposição de ir aos demais debates e que os outros perderam o elemento surpresa. "Ontem ficou claro que o caminho da oposição é bater mais do mesmo", afirmou Wagner. O governador eleito da Bahia, apesar de não ter cargo formal no comando da campanha, foi o escalado para falar com a imprensa sobre o debate.