A inflação medida pelo Índice de Preços ao Consumidor Semanal (IPC-S) desacelerou na segunda semana de dezembro em seis das sete capitais abrangidas pela pesquisa da Fundação Getúlio Vargas. Apenas Salvador repetiu a mesma taxa da última medição (0,30%), conforme os dados divulgados hoje (19) pela instituição. O IPC-S nacional de 15 de dezembro ficou em 0,61%, um recuo de 0,05 ponto percentual em relação a apuração da semana anterior, que foi de 0,66%.

Apesar do recuo, Recife continuou com a taxa mais alta entre as capitais: 1,30%. Na medição anterior, a taxa foi de 1,50%. O Rio de Janeiro veio em seguida, com 1,16% (contra 1,19% da semana anterior). Depois veio Belo Horizonte, com 0,88% (contra 1,05%); Brasília, com 0,66% (contra 0,74%); Porto Alegre, com 0,30% (contra 0,44%); Salvador, com 0,30% (0,30%) e São Paulo, com 0,23% (contra 0,26%).

O IPC-S é calculado em sete capitais com base nos preços de 450 produtos e serviços que refletem as despesas das famílias com renda mensal de um a 33 salários mínimos.