Arquivo
Arquivo

A batata-inglesa liderou os itens com aumento que mais pesaram no índice.

A inflação calculada pelo Instituto Paranaense de Desenvolvimento Econômico e Social (Ipardes) nos últimos 30 dias terminados em 8 de maio ficou em 0,59%, um pouco maior que o índice de abril, que foi de 0,51%. Com isso, o índice acumulado de janeiro até a primeira prévia de maio foi de 2,1% e nos últimos 12 meses foi de 3,60%.

Os primeiros dez itens com aumento que mais pesaram no índice foram: batata-inglesa (51,17%), leite pasteurizado (7,84%), álcool combustível (7,65%), almoço e jantar feitos fora de casa (2,21%), blusa feminina (21,92%), condomínio (2,34%), tarifa de ônibus urbano (1,92%), diarista (3,13%), tapete (21,26%) e sapato feminino (7,47%). A alta nos preços de artigos de vestuário foi o que mais influenciou na inflação.

Em queda, os itens que mais contribuíram para o resultado final da primeira prévia de maio foram: tomate (-37,65%), automóvel zero quilômetro (-1,45%), seguro de veículo (-8,49%), festa de aniversário (-9,85%), excursão não escolar (-4,57%), conserto de eletrodomésticos (-5,13%), açúcar refinado (-7,01%), microcomputador (-6,40%), cenoura (-33,43%) e ovo de galinha (-8,47%).

Para o cálculo da inflação, o Ipardes coleta, mensalmente, cerca de 60 mil preços de produtos consumidos por famílias que possuem renda mensal que varia de 1 a 40 salários mínimos, ou seja, que ganham de R$ 380,00 a R$ 15.200,00.