O ex-governador do Rio, Anthony Garotinho, que declarou ter votado hoje na senadora Heloísa Helena para a presidência disse, em Campos dos Goytacasez (norte fluminense) que pode apoiar Geraldo Alckmin, candidato do PSDB, se houver segundo turno na disputa presidencial.

No entanto, Garotinho quer impor condições para esse apoio. Ele afirmou que estaria disposto a conversar com Alckmin se o tucano abrir mão de "conteúdos programáticos". Garotinho contou ter exigido do tucano, no início da campanha eleitoral, a assinatura de um documento em que Alckmin se comprometeria a não privatizar estatais e alterar a política de juros se eleito. "Não obtive resposta, então entendi que isso era algo que tinha de ser discutido posteriormente", disse Garotinho.

Depois de votar no início da manhã em Campos, Garotinho retornou para o Rio na companhia da mulher, a governadora do Estado, Rosinha Garotinho, por volta das 11 horas.