O ministro da Imigração e da Identidade Nacional da França, Brice Hortefeux, descartou hoje a possibilidade de o novo governo do país legalizar em massa a situação dos imigrantes ilegais atualmente no país e afirmou que a política a ser implementada será ditada pela firmeza e pelo pragmatismo.

"Devemos deixar de lado a idéia de legalização em massa. Ela não funciona e penaliza, inclusive, os imigrantes", alegou Hortefeux. De acordo com ele, a política do ministério recém-criado pelo novo presidente da França, Nicolas Sarkozy, será guiada "pela firmeza e pelo humanismo", além de "bastante pragmatismo".

O ministro também afirmou que pretende cumprir as metas de deportação de imigrantes ilegais da França. O número de estrangeiros deportados deverá alcançar 25 mil este ano e Hortefeux assegurou que se empenhará para que a meta seja cumprida.