A missão do FMI (Fundo Monetário Internacional), chefiada pelo economista Phil Gerson, chefe da Divisão do Atlântico do Departamento do Hemisfério Ocidental, está em Brasília.

Ao chegar ao Ministério da Fazenda, os integrantes da missão não quiseram dar entrevista. Os técnicos do Fundo estão no país para fazer a primeira revisão do acordo preventivo de US$ 14,8 bilhões, fechado com a instituição no final do ano passado.

O acordo vigorá até fevereiro de 2005 e o ministro da Fazenda, Antonio Palocci, que receberá a missão às 17h desta quarta-feira, já avisou que os recursos só deverão ser sacados em caso de extrema necessidade.

O levantamento dos números da economia brasileira deverá terminar no próximo dia 17.