O líder cubano Fidel Castro recupera-se gradualmente da sua doença e a cada dia está mais forte, disse hoje o chanceler cubano Felipe Pérez Roque. Depois de se reunir por uma hora com seu colega do Vietnã, o chanceler Pham Gia Khiem, Pérez Roque disse que o presidente cubano está se recuperando "muito bem". Fidel, de 80 anos, não se apresenta em público desde que foi submetido a uma cirurgia intestinal de emergência, em julho passado, quando cedeu temporariamente o governo da ilha a seu irmão Raúl, ministro da Defesa.

A saúde de Fidel e a natureza da sua doença continuam a ser um segredo de Estado, mas se acredita que ele sofra de diverticulite, uma degeneração das paredes do cólon que pode provocar fortes hemorragias. Pérez Roque indicou que Fidel recuperou o peso que tinha antes da cirurgia, realiza exercícios de reabilitação regularmente e está retomando algumas funções no governo. Pérez Roque chegou a Hanói na sexta-feira da semana passada, procedente da Índia, na segunda etapa de uma visita a três nações asiáticas.

No domingo, o chanceler cubano visitará a China. Vietnã e Cuba, duas das últimas nações do mundo com governos comunistas, continuam a ser aliados ideológicos muito ligados, mas têm poucos vínculos econômicos. Pérez Roque informou que está no Vietnã para preparar a visita que o secretário-geral do Partido Comunista do Vietnã, Nong Duc Manh, fará a Cuba.