Os paranaenses que precisarem tirar o Registro Geral de Identidade (RG) devem aguardar até o fim do mês para dar entrada no processo junto ao Instituto de Identificação. Nas maiores cidades do interior, como Foz do Iguaçu, Maringá e Londrina,  a cédula para fazer o documento chegou ao fim, e o Instituto não tem material para repor. Em Curitiba, ainda restam cédulas nos 13 postos de atendimento, mas o número é bastante reduzido. O atual governo autorizou, em regime de urgência, a distribuição de 30 mil cédulas, que devem estar prontas até o final deste mês. (Leia mais na edião de amanhã do jornal O Estado do Paraná)