Os juros futuros rondam a estabilidade na manhã desta quarta-feira, 8, com viés de baixa, seguindo o dólar e influenciados pelo ambiente mais calmo no exterior em relação às tensões entre Estados Unidos e Irã – mesmo com o ataque da véspera do Irã a bases norte-americanas no Iraque. As taxas mais curtas são ainda beneficiadas pelo resultado abaixo da mediana das estimativas do IGP-DI tanto em dezembro como em 2019.

O índice registrou alta de 1,74% em dezembro, após um avanço de 0,85% em novembro, dentro do intervalo das previsões do mercado financeiro, que estimavam uma alta entre 1,55% e 2,23%, e abaixo da mediana positiva de 1,79%, de acordo com as instituições ouvidas pelo Projeções Broadcast. Com o resultado, o IGP-DI acumulou uma elevação de 7,70% no ano de 2019. As projeções iam de elevação de 7,49% a 8,21%, com mediana positiva de 7,74%.

Às 9h44 desta quarta, a taxa do contrato de depósito interfinanceiro (DI) para janeiro de 2021 estava em 4,465%, na mínima, de 4,585% no ajuste anterior. O DI para janeiro de 2023 exibia 5,750%, de 5,780%, enquanto o vencimento para janeiro de 2025 estava em 6,430%, de 6,440%