A Standard & Poor’s elevou o rating de longo prazo da Espanha para BBB após uma série de reformas estruturais melhoraram as projeções de crescimento do país. A perspectiva da nota é estável. Antes, a nota soberana da Espanha estava avaliada em BBB-, o menor nível do grau de investimento.

“A elevação reflete nossa visão de melhora no crescimento econômico e da competitividade como resultado dos esforços das reformas estruturais desde 2010, incluindo a reforma do mercado de trabalho de 2012”, escreveu a agência de classificação de risco.

Nesse novo cenário, a S&P revisou a projeção do crescimento médio do Produto Interno Bruto (PIB) entre 2014 e 2016 para 1,6%, de 1,2%. “Nós também esperamos que a recuperação do emprego contribua com a posição fiscal e a estabilização da qualidade dos ativos no sistema financeiro.”

A agência de classificação de risco notou que a apreciação real do euro desde meados de 2012 não prejudicou as exportações espanholas, embora a alta cambial possa apresentar um risco se não for freada. A recuperação econômica da Espanha deve permitir uma consolidação fiscal e o recuo gradual da dívida pública, avaliou a S&P, ainda que os altos níveis de endividamento devem manter a demanda doméstica enfraquecida por um “período prolongado”.

Para o médio prazo, as metas orçamentárias de 2015 e 2016 apresentam riscos, uma vez que as eleições gerais do próximo ano, os desafios socioeconômicos e uma pressão significativamente menor nos mercados de capitais podem levar a deslizes na política fiscal. Para este ano, a S&P espera que a Espanha cumpra as metas orçamentárias.