No mês de outubro, as Agências do Trabalhador de todo o estado do Paraná colocaram 10.666 trabalhadores no mercado formal de trabalho, frente aos 9.033 intermediados no mesmo mês de 2005, o que representa um aumento superior a 18% no número de colocados pelo sistema público de empregos do Paraná. Os dados são divulgados pela Secretaria do Trabalho, Emprego e Promoção Social, responsável pela manutenção e coordenação das Agências do Trabalhador no estado.

?Se continuarmos neste ritmo, e tudo indica que continuaremos, já que entramos no período de contratações para o final de ano, o Paraná irá superar as colocações realizadas durante o ano passado?, calcula o secretário do Trabalho, Emprego e Promoção Social, Emerson Nerone.

De janeiro a setembro, as Agências do Trabalhador do Paraná foram responsáveis pela intermediação de 69.276 trabalhadores com o mercado de trabalho. O número corresponde a 16% do total de colocações realizadas pelo sistema público de empregos no país.

?Em números absolutos estamos atrás do Estado de São Paulo, mas calculando as colocações realizadas pelos dois estados em relação à população economicamente ativa [PEA], o Paraná tem o melhor resultado do Brasil?, analisa o secretário. Cálculos baseados nas informações do Ministério do Trabalho mostram que o número de colocações feitas no Paraná é mais de três vezes o número de colocações realizadas no Estado de São Paulo, em relação à PEA de cada estado.

Enquanto no Paraná 69.276 trabalhadores chegaram ao mercado de trabalho através das Agências do Trabalhador, num universo de 5,5 milhões de população economicamente ativa no estado, em São Paulo, 80.225 trabalhadores foram intermediados pelas agências em todo o estado, que comporta 20,5 milhões de trabalhadores na PEA.?Isso, sem dúvida, é resultado da importância que damos para a prestação de serviços gratuitos para os trabalhadores paranaenses. As agências são totalmente mantidas pelo governo nas três esferas, e presta atendimento para empresários e para a população sem nenhum custo?, lembra Nerone.

Sistema público

O Sistema Público de Empregos, no Paraná conhecido como Agências do Trabalhador, foi criado, inicialmente, com o objetivo de realizar a intermediação de mão-de-obra entre o empresário que tinha uma vaga para oferecer e o trabalhador que buscava um emprego.

Atualmente, as Agências do Trabalhador concentram um conjunto de ações e programas das três esferas governamentais, que atuam com o objetivo de inserir um trabalhador no mercado de trabalho, nas suas mais variadas condições. O trabalhador, além de buscar um encaminhamento para vagas no mercado de trabalho, encontra também nas agências cursos de qualificação e encaminhamento para o seguro-desemprego, além de crédito com baixas taxas de juro para abrir ou investir no seu empreendimento. No Paraná existem 245 Agências do Trabalhador distribuídas pelo estado. (AEN)