O comissário europeu para Assuntos Econômicos e Monetários, Olli Rehn, disse nesta sexta-feira que é importante que as grandes economias evitem guerras cambiais em seus esforços para estimular o crescimento econômico.

Falando a repórteres antes de uma reunião de ministros de Finanças e presidentes de banco central do G-7, nos arredores de Londres, Rehn afirmou também que os países precisam se concentrar em metas domésticas de política.

“É importante que, em linha com as recomendações anteriores do G-20 e do FMI, não haja discussão sobre guerras cambiais”, afirmou Rehn. “Existe uma estratégia de como coordenar melhor as políticas econômicas e monetárias para sustentar o crescimento na economia real”, acrescentou.

Rehn disse ainda que um dos feitos da coordenação de políticas do G-7 e G-20 foi enfraquecer o debate sobre guerras cambiais e que todo o foco está em metas domésticas de política.

Perguntado se ele dirá isso à delegação japonesa presente à reunião do G-7, Rehn respondeu que terão “uma discussão bem construtiva sobre políticas econômicas e monetárias”. As informações são da Market News International.