Allan Costa Pinto

Participantes da feira: fazer sobrar dinheiro é fundamental.

Em meio ao crédito fácil, ao apelo das propagandas e a tantas novidades expostas nas vitrines do comércio, poupar se tornou algo penoso. Pois é justamente esta a regra número um de quem sonha em se tornar milionário um dia. ?É preciso fazer sobrar dinheiro todos os meses?, ensina o especialista financeiro Augusto Sabóia, da Sabóia Advisors, que veio ontem de São Paulo a Curitiba participar do II ExpoMoney, no Estação Embratel Convention Center.

Para Sabóia, todo valor deve ser avaliado na forma percentual. ?Um milhão de reais para o Bill Gates não é nada, assim como um real para o trabalhador não significa nada?, comparou. Para ele, de nada adianta um engenheiro civil ter um salário muito maior do que um mestre-de-obras se ambos ?torram? com supérfluos.

No dia-a-dia, segundo Sabóia, poupar significa fazer pequenas trocas, como deixar de abastecer em um posto onde o combustível esteja mais caro. Passar longe da porta de financeiras e outros estabelecimentos de crédito fácil também é importante. Ele defende que as pessoas poupem entre 10% e 20% do salário todo mês. Para jovens casais, acredita, é possível poupar entre 30% e 40% do salário dos dois. ?O que se deixa de gastar hoje vai fazer uma diferença enorme no futuro.?

Mercado de ações

A busca de novos investimentos, que proporcionem rentabilidade maior do que a da caderneta de poupança, é o que tem atraído centenas de pessoas ao II ExpoMoney. Caso do estudante de publicidade Alan Neves, 25 anos, que estava ontem na feira buscando informações junto às corretoras de valores para saber mais sobre o mercado de ações. ?É preciso saber onde procurar, conversar com quem entende. Até agora, as informações que tive foram muito abrangentes, não havia nada muito detalhado?, afirmou.

Outro que também estava em busca de informações sobre o mercado de capitais era o administrador de empresas Guilherme Silveira, 34. ?Venho estudando o mercado de ações há algum tempo. Penso em aplicar a partir do ano que vem?, comentou.

De acordo com Eduardo Oliveira, operador da Oliveira Franco – corretora de valores que atua em Curitiba há cerca de 30 anos -, o primeiro passo para quem pretende investir no mercado de ações é buscar uma corretora – são cerca de 20 em Curitiba. ?É preciso fazer um cadastro e a partir daí damos toda a assessoria, como explicar por que investir em determinada ação e não em outra, os prós e os contras de cada empresa?, afirmou. Na Oliveira Franco, o número de investidores pessoas físicas cresceu cerca de 70% no último ano, segundo o operador: eram cerca de mil em abril do ano passado e 1,7 mil atualmente. ?Quem busca um rendimento maior acaba investindo em ações?, comentou.

A II ExpoMoney segue hoje com mais 24 palestras gratuitas relacionadas à educação financeira e investimentos, além de expositores como a Bovespa, HSBC Corretora, Itaú Corretora, Copel, Petrobras, entre outros.