Os líderes dos partidos políticos de Chipre concordaram com um confisco de 20% dos depósitos de mais de 100 mil euros no Bank of Cyprus, o maior banco do país, e de 4% dos depósitos acima daquela quantia nos outros bancos cipriotas, disse a emissora britânica Sky News.

O governo de Chipre tem até esta segunda-feira para levantar 5,8 bilhões de euros para assegurar um pacote de ajuda financeira de 10 bilhões de euros da chamada troica, formada por União Europeia, banco Central Europeu (BCE) e FMI. Os ministros das Finanças dos países da zona do euro vão se reunir neste domingo em Bruxelas para discutir a questão de Chipre e o presidente do país, Nicos Anastasiades, também estará na capital belga para reuniões com os dirigentes da UE.