O Brasil registrou um déficit de US$ 5,676 bilhões em suas transações correntes em março, de acordo com dados divulgados nesta terça-feira (26) pelo Banco Central (BC). No primeiro trimestre, o déficit acumulado atingiu US$ 14,631 bilhões, o equivalente a 2,61% do Produto Interno Bruto (PIB). Nos 12 meses encerrados em março, a conta corrente brasileira tem um saldo negativo de US$ 50,047 bilhões (2,33% do PIB).

A conta de transações correntes do balanço de pagamentos é resultado da balança comercial (exportações menos importações), da balança de serviços (viagens internacionais, transportes, seguros, royalties, entre outros itens) e das transferências unilaterais.

De acordo com o Banco Central (BC), os investimentos estrangeiros diretos (IED) somaram US$ 6,791 bilhões no mês passado, elevando para US$ 17,473 bilhões o resultado acumulado em 2011, o que representa 3,12% do PIB. Nos últimos 12 meses, os investimentos estrangeiros diretos totalizaram US$ 60,399 bilhões (2,81% do PIB). Os investimentos diretos fazem parte da conta de movimento de capitais.