São Paulo – O Brasil tem hoje 28 das 100 empresas mais competitivas da América Latina, de acordo com o ranking “100 Competitivas Globais Latino-Americanas”, preparado pela revista AméricaEconomia e apresentado na edição que está chegando esta semana às bancas. Em 11 dos 28 setores industriais e de serviços analisados pela revista, as companhias brasileiras aparecem no topo da lista, e, em alguns deles, elas ocupam do primeiro ao terceiro lugar.

Boa parte das 100 mais competitivas tem presença regional e até mesmo global, indica a revista no seu ranking. No topo estão, a indústria mexicana de cimento Cemex, a construtora brasileira Odebrecht e a companhia aeroespacial Embraer. “Elas entenderam que seu negócio é global e aproveitaram as oportunidades apresentadas para transformar-se em competidores de peso em seus respectivos setores”, informa a AméricaEconomia. O Chile colocou nessa lista 23 de suas empresas, enquanto a Argentina, economia muito maior que a chilena, têm na lista apenas 8. O México aparece com a maior quantidade de empresas no ranking, 30 ao todo.