Graças ao projeto territorial que integra os municípios de São Jerônimo da Serra, Nova Santa Bárbara, Santa Cecília do Pavão e Sapopema, os agricultores familiares receberam estruturas completas de classificação e padronização de café, cereais e tomate. A solenidade de entrega foi na sede da Associação dos Produtores Rurais de São Jerônimo da Serra – Aproserra, na última sexta-feira, com a presença do assessor técnico Osmar Schultz, da Secretaria Executiva do Pronaf, representando na oportunidade a delegacia estadual do Ministério do Desenvolvimento Agrário, Roberto Moreira, da Secretaria da Agricultura; Manuel Pessoa de Lira, da Emater; deputado estadual Hermes da Fonseca, juntamente com autoridades e lideranças da região.

Para capitalizar incentivos disponibilizados do Pronaf (investimento, infra-estrutura e serviços) os quatro municípios iniciaram em 2003 a mobilização popular na constituição de Conselhos e Fórum de Desenvolvimento Territorial. Paralelamente, os 55 associados da Aproserra, integrados ao projeto territorial, captavam R$ 150 mil do programa estadual Paraná 12 Meses e R$ 8 mil de contrapartida própria, para construção de dois barracões totalizando 600 m2 cobertos, no terreno de 10 mil m2 na margem da rodovia PR 090, Km 295, trevo para Congonhinhas.

As unidades de classificação e padronização inauguradas receberam recursos de R$ 100 mil do Pronaf, R$ 20 mil do ?Paraná 12 Meses? e a contrapartida de R$ 20 mil da prefeitura de São Jerônimo da Serra. Um dos barracões recebeu equipamentos novos do ?packing house? de tomate, para atender 250 agricultores familiares na atividade tomateira. No outro, foram instaladas as estruturas completas de beneficiamento do café para atender 1/3 dos 520 cafeicultores existentes no território, além de um conjunto de limpeza, polimento, classificação e empacotamento de cereais, principalmente feijão, soja comestível, milho pipoca e amendoim, visando atender aproximadamente 550 agricultores familiares produtores de grãos.