A agência de classificação de risco de crédito Moody’s Investors Service elevou o rating (nota de risco de crédito) para bônus em moeda estrangeira da Petrobras e de sua subsidiária Petrobras International Finance Company (PIFCo) de Baa2 para Baa1. Em Baa2 a classificação já estava em grau de investimento. Com a elevação desta quinta-feira (23), a Moody’s conclui uma revisão anunciada no último dia 25 de maio.

A decisão se segue à elevação do teto de rating em moeda estrangeira de longo prazo para bônus do Brasil, anunciado nesta quinta-feira, de Ba1 para Baa3. As classificações A2 para moeda local em escala global e Aaa.br em escala nacional da Petrobras não foram afetadas pela medida desta quinta-feira. As informações são da Dow Jones.