As lojas de desconto começaram bem a Black Friday, com os produtos vendidos a preços baixos para atrair clientes trazendo multidões para as lojas, enquanto as varejistas de produtos mais caros e algumas lojas de roupas viam tráfego mais lento, mesmo com grandes descontos.

A Black Friday é o dia seguinte ao feriado de Ação de Graças, quando as varejistas promovem grandes remarcações nos preços para atrair consumidores. A data abre a temporada de compras de fim de ano e normalmente é o período responsável por uma boa fatia das receitas anuais das varejistas.

Lojas de departamento como Wal-Mart, Target, J.C. Penney e a varejista de eletrônicos Best Buy notaram forte demanda por itens caros, com os produtos eletrônicos em destaque. Mas também havia procura por itens mais difíceis de vender, como joias e utensílios para cozinhar.

Porém, havia menos fervor na Macy’s. O início do dia atraiu consumidores, mas não tanto quanto a loja esperava, disseram diversos vendedores de diferentes departamentos.

Um funcionário citou a recessão e a competição com o comércio online. Embora ainda seja o começo das compras de fim de ano, as lojas de preços mais modestos pareciam estar com demanda mais robusta, enquanto as lojas mais caras observavam lentidão. As informações são da Dow Jones.