O volume de investimentos estrangeiros diretos na Índia cresceu 13% no primeiro semestre do ano fiscal iniciado em abril, sugerindo aumento de confiança na economia do sudeste asiático.

Entre abril e setembro, os investimentos externos na Índia atingiram US$ 16,63 bilhões, ante US$ 14,69 bilhões no período equivalente do ano fiscal anterior.

O setor de tecnologia da informação foi o que mais recebeu investimentos no período, no total de US$ 3,05 bilhões, seguido pelo de comércio (US$ 2,3 bilhões) e de automóveis e serviços (US$ 1,46 bilhão).

O primeiro-ministro indiano, Narendra Modi, tem procurado diminuir restrições a entradas de capital estrangeiro, numa tentativa de reavivar a economia. No mês passado, o governo relaxou as regras para investimentos externos em 15 setores, incluindo os defesa, aviação civil e varejo, como parte de uma estratégica para atrair mais capital.

Investimentos externos são cruciais para a Índia, que precisa gastar cerca de US$ 1 trilhão nos próximos anos para melhorar sua precária infraestrutura. Fonte: Dow Jones Newswires.