Os funcionários da Volkswagen, em São José dos Pinhais, entraram nesta segunda-feira (16) no 12.º dia de greve. Uma assembleia com os três turnos dos trabalhadores estava marcada para às 5 horas, mas foi cancelada pelo Sindicato dos Metalúrgicos da Grande Curitiba diante do não avanço das negociações. Uma nova assembleia foi marcada para esta terça-feira (17), no mesmo horário, em frente a fábrica.

De acordo com o sindicato, uma audiência de conciliação foi realizada na última sexta-feira (13) no Tribunal Regional do Trabalho (TRT), mas não houve avanços. A entidade que representa os trabalhadores propôs a determinação de um árbitro para mediar as negociações, o que não foi aceito pela empresa. Na sexta-feira venceu o prazo dado inicialmente pelo TRT para as duas partes entrarem em acordo.

A Volkswagen continua oferecendo o pagamento de R$ 4,6 mil como Participação nos Lucros e Resultados (PLR), enquanto os trabalhadores de outras plantas da montadora receberão R$ 5,2 mil. O objetivo do sindicato é chegar nos R$ 6 mil na primeira parcela – cujo pagamento ocorre ainda no primeiro semestre – e garantir o pagamento de outros R$ 6 mil na segunda parcela, normalmente paga no final do ano.