A Ford deu início nesta quarta-feira, 9, a demissões na fábrica de São Bernardo do Campo, no ABC paulista, onde produz carros e caminhões. Montadora e Sindicato dos Metalúrgicos confirmaram os cortes, mas não souberam informar o número de trabalhadores que estão sendo demitidos.

Em nota, a Ford afirmou que os cortes fazem parte do “esforço” da empresa para “adequar a produção à significativa desaceleração da demanda automotiva”. Para a manhã desta quinta-feira, 10, metalúrgicos marcaram uma assembleia geral na porta da fábrica para discutir que medidas serão tomadas. O sindicato não descarta a deflagração de greve.

Na fábrica de Camaçari (BA), a Ford dará férias coletivas a 6,8 mil operários da produção a partir da próxima segunda-feira, 14, até 2 de outubro. De acordo com a montadora americana, a medida é mais uma ferramenta para ajustar os níveis de produção à demanda de mercado.