O ministro da Fazenda, Guido Mantega, admitiu hoje (14) que a economia pode ficar estagnada este ano e que, no melhor dos cenários, espera um crescimento de 2%.

Mantega, no entanto, enfatizou que não espera retração do Produto Interno Bruto(PIB). “Eu continuo com a minha projeção de que nós deveremos ter um crescimento positivo este ano, ao contrário da maioria dos países, que ficará entre 0% e 2%”, disse.

O ministro acredita em um “forte crescimento” da economia no último trimestre de 2009, após uma recuperação gradativa no decorrer do ano. Segundo ele, o crescimento de 0,3% na vendas do varejo em março, indica que “talvez a retração que houve nos meses anteriores tenha terminado”.

Mantega contou que consultou diversas modalidades de comércio varejista e, tendo essas conversas como base, acredita que o setor “já está em forte recuperação”. O ministro falou após um encontro com executivos da Editora Abril.