O recém-empossado presidente do Banco Central Europeu (BCE), Mario Draghi, estava na Itália neste sábado e visitava Mario Monti, que foi indicado para senador vitalício italiano e que está sendo aventado para ser o chefe do novo governo emergencial da terceira maior economia da zona do euro. Segundo informações da Sky Itália, Draghi foi recebido por Monti em seu escritório no Senado. Fontes confirmaram a visita.

Monti deve ser indicado para chefiar o governo de união na Itália, após a confirmação da promessa de renúncia do primeiro-ministro Silvio Berlusconi. O premiê prometeu deixar o poder após o Parlamento aprovar o orçamento de 2012. A votação deve ocorrer ainda neste sábado.

No início de agosto, Draghi, quando ainda era governador do Banco da Itália, assinou em conjunto com Jean-Claude Trichet, que estava à frente do BCE até o início do mês, uma carta a Berlusconi, na qual listou uma série de reformas econômicas consideradas necessárias. A proposta orçamentária contém várias respostas a essas exigências. As informações são da Dow Jones.