Considerada a segunda melhor data de vendas pelos lojistas, atrás apenas do Natal, o Dia das Mães movimenta o comércio local. A expectativa da Associação Comercial do Paraná (ACP) é que as vendas este ano cresçam entre 5% e 5,5% acima do ano passado. Na Federação do Comércio do Paraná (Fecomércio), a expectativa é de crescimento entre 5% e 7%.  

?Esse adicional nas vendas só vai ocorrer nas lojas que apresentam conjunto de produtos para o Dia das Mães, como as lojas de departamento, de móveis e decoração. Farmácias, por exemplo, não sentem este efeito, nem lojas de autopeças?, explicou Vamberto Santana, assessor econômico da Fecomércio. Para o economista, o valor médio do presente deve girar entre R$ 100,00 e R$ 150,00 e boa parte das vendas, acredita, será parcelada. O novo salário mínimo – de R$ 350 para R$ 380 – também deve ser um ?facilitador? de compras.

Entre os itens mais procurados para a data, apontou Santana, estão cestas de café da manhã e flores. Os restaurantes também devem registrar grande movimento no domingo.

Limite

De acordo com o vice-presidente de Serviços da ACP, Élcio Ribeiro, o crescimento projetado entre 5% e 5,5% é expressivo, apesar de menor do que as expectativas sobre o Dia das Mães no ano passado. Há um ano, a ACP estimava que as vendas cresceriam 12%. ?As vendas crescem data após data, mas há um limite. Além disso, a inadimplência está diminuindo, o que mostra que as pessoas estão tomando mais cuidado na hora da compra?, apontou. ?A economia está estável. O consumo não pode ser algo sem medidas.?

Ribeiro acredita que os presentes de menor valor – a ACP estima que o valor médio do presente será R$ 60,00 – serão pagos à vista; já aqueles de preço mais elevado serão parcelados. Entre os produtos de maior procura, Ribeiro aposta em itens do vestuário (calçados e confecções), aparelho celular, livros e perfumes. ?Os importados também devem ter grande procura, por conta do câmbio. Nesse grupo entram os eletroeletrônicos, perfumes, as echarpes. São presentes bons e os preços não são exorbitantes.? Ele recomenda que as pessoas comprem o presente para o Dia das Mães o quanto antes. ?Quem deixar para a última hora corre o risco de dar um presente de qualidade inferior ao que gostaria.?

Shoppings

Entre os shoppings de Curitiba – que devem registrar grande movimento a partir de hoje, intensificando-se no próximo sábado, véspera do Dia das Mães -, é grande o otimismo. No Shopping Mueller, a expectativa é que as vendas cresçam 12% em relação ao ano passado. Na campanha desse ano, a cada R$ 250,00 em compras, o cliente ganha um guarda-chuva exclusivo. No Shopping Curitiba, a expectativa é vender 8% mais do que no Dia das Mães do ano passado. Para presentear seus clientes, o Shopping Curitiba preparou uma atração especial: cada R$ 150 em notas fiscais de compras feitas entre o dia 28 de abril e 6 de maio – ou até quando durar o estoque – dá direito a uma caneca personalizada.