A Confederação Nacional da Agricultura e Pecuária (CNA) vai entregar para os presidentes de partidos políticos um documento com as propostas do segmento para o próximo presidente da República.

As discussões ocorreram em todas as regiões do País com técnicos e representantes de entidades ligadas à agricultura. O último encontro da série, intitulada de “O que esperamos do próximo presidente?”, aconteceu ontem em Curitiba.

Reuniu integrantes das federações de agricultura de Paraná, Santa Catarina e Rio Grande do Sul. As propostas dos três estados serão apresentadas hoje para a presidente da CNA, senadora Kátia Abreu.

Os técnicos discutiram propostas dentro das áreas de política agrícola, meio ambiente, insegurança jurídica, alimentação saudável, processo tecnológico, logística, qualificação profissional e responsabilidade social. Os trabalhos foram separados em grupos conforme cada temática.

“Tudo será apresentado amanhã (hoje) em um plenário e serão consolidadas como as propostas da Região Sul”, explica Sueli Galhardo, consultora contratada para moderar a atividade.

As sugestões de todas as regiões do País serão levadas para um seminário nacional, que acontece nos dias 24 e 25 de março. Será elaborado um documento final para votação, que contará com todas as federações de agricultura do Brasil.

“A capacidade de diagnóstico está sendo espetacular porque é feito por quem vive este cotidiano. Houve uma preocupação muito forte com outros assuntos, como a pobreza rural e educação. Estamos formando um produto que poderá ser usado como plano de governo no próximo mandato, com experiência de quem vive o problema”, comenta Marcelo Garcia, secretário-executivo do Instituto CNA, entidade ligada à confederação que está liderando este trabalho. Os presidentes de todos os partidos políticos serão convidados a visitar a sede da CNA em Brasília e receber o documento com as propostas.

O presidente da Federação da Agricultura do Estado do Paraná (Faep), Ágide Meneguette, explicou que a entidade está realizando um trabalho similar para elaborar um plano do setor.

Este será entregue aos candidatos que disputarão as eleições para o governo do Estado. Hoje, no Teatro Positivo, a partir de 12h30, acontece o seminário Paraná: livre de aftosa sem vacinação. O evento, promovido pela Faep, vai reunir o vice-governador Orlando Pessuti, o senador Osmar Dias e o prefeito de Curitiba, Beto Richa.