A Síntese de Indicadores Sociais 2002, divulgada hoje pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), no Rio de Janeiro, aponta a desigualdade como marca da sociedade brasileira. De acordo com o instituto, mesmo com a melhora em quase todos os indicadores sociais, ainda há grande distância entre homens e mulheres, entre brancos e negros, entre ricos e pobres, e entre as regiões. (Leia mais na edição de amanhã do jornal O Estado do Paraná)