Ao investigar uma denúncia de apropriação indébita, o delegado Nasser Salmen, da Central de Polícia, descobriu grande golpe contra o Instituto Nacional do Seguro Social (INSS), aplicado por construtoras, com o envolvimento de um advogado, um contador, um engenheiro, de um cartório de Registro de Imóveis e de auditores do INSS. O delegado ainda não sabe estimar o prejuízo do golpe aos cofres públicos e nem a quanto tempo está sendo aplicado.

Salmen relatou que o dono de uma construtora procurou a Central de Polícia há quinze dias, com uma representação contra um advogado de 39 anos, pedindo a instauração de inquérito por apropriação indébita. ?Eles alegaram que tinham entregue R$ 25 mil para que o advogado pagasse um débito previdenciário, que não foi quitado?, informou o policial. (Leia mais na edição de amanhã do jornal O Estado do Paraná)