Durante jantar de confraternização com os ministros na noite da última quarta-feira (20), o presidente Luiz Inácio Lula da Silva deixou claro que o governo vai bem e que ele não tem pressa para fazer os ajustes, ou seja, para definir a equipe de seu segundo mandato.

O presidente comentou o resultado das pesquisas que avaliaram o desempenho do governo. "Ele lembrou que essas pesquisas indicam o reconhecimento muito positivo do governo por parte da população", comentou o ministro da Agricultura, Luís Carlos Guedes Pinto, em entrevista exclusiva à Agência Estado.

Aos ministros, contou Guedes, Lula disse que esses resultados o deixam tranqüilo para fazer as mudanças que ele julgar necessárias, mas sem precipitações. "Eu acredito que, se as avaliações fossem negativas, o presidente faria as mudanças com mais rapidez. Acredito que os novos ministros só serão conhecidos no final de janeiro ou no começo de fevereiro", comentou o titular da Agricultura.

A pedido da primeira-dama, Marisa Letícia, o presidente fez um discurso no final do jantar. O cardápio foi salada, peixe, carneiro e leitoa.

"Além de dividir com os ministros o resultado das últimas pesquisas, o presidente disse que o segundo turno eleitoral foi uma bênção, porque a população pôde se manifestar com mais objetividade sobre seu governo", afirmou.

No jantar, o presidente lembrou que a avaliação do governo é boa o que o deixava feliz, "apesar de todos os ataques e das críticas". De acordo com o ministro, o presidente reafirmou que a avaliação positiva tornava muito maior sua responsabilidade no segundo mandato.